O QUE É UMA "CONSCIÊNCIA CRITICA".

9 de maio de 2007

O que é uma consciência critica.

A consciência critica é uma forma de relação com o mundo que busca compreendê-lo de modo concreto, analisando na base e não pelas aparências. O individuo que possui consciência critica não aceita as interpretações subjetivas, fantasiosas, enganosas, místicas e outras formas ilusórias de encobrir a realidade. Ele busca constantemente as causas dos fatos observando, ele se interessa pelos “porquês” mais profundos e reais.
A consciência critica observa, experimenta, problematiza e critica os fatos.
Pensar de modo critico é, então, derrubar as mentiras, as falsas imagens, as suposições levianas as crenças alienantes, as idéias preconceituosas, para poder estabelecer a razão, as causas e o sentido das coisas.
A ciência e a filosofia são dois produtos da consciência critica, porque elas se apóiam na racionalidade, na observação, na experimentação e na análise do mundo. A cultura é produzida pelo agir humano, desenvolvido no tempo. A ação humana é histórica, pois possui um “antes”, um “agora” e um “depois”. Tudo o que é produzido é histórico, isto é, não é eterno: teve inicio e terá fim. Acompanhe este raciocínio com atenção: se tudo o que é produzido e criado é histórico, então é também relativo, não é absoluto, Se não é absoluto e completo, falta-lhe algo para ser completado. Temos, então, uma primeira conclusão: tudo o que é criado é incompleto, é relativo, é precário, é histórico, possui vazios que podem ser preenchidos. Quando, por exemplo, se ouve um noticiário de TV, percebem-se uma série de imagens sobre um fato, mais se a gente não “absolutizar” as coisas, pode-se facilmente perceber que há muitos mais coisas e imagens que não foram ditas e mostradas ou que não se quis dizer e mostrar. A guerra que vivenciamos todos os dias no nosso Rio de Janeiro. É mostrado apenas como forma de violência que provoca os horrores da luta; não são ditas ou mostradas, com a mesma ênfase, as causas reais da guerra: “o estado de miséria da maioria do povo no decorrer da nossa História”.
Os políticos aparecem falando coisas lindas sobre fatos realizados ou sobre belas promessas sócias e impressiona os ouvintes, que, se “absolutarizarem” as coisas, não perceberão que ao lado do dito há o não-dito, ao lado da fala há o silêncio, ao lado dos fatos realizados há as omissões, ao lado das promessas há as impossibilidades que dificultam a realização de muitas das promessas.
Ás vezes, as coisas não ditas ou não mostradas são bem mais importantes para se entender à realidade do que as ditas ou mostradas.
Uma segunda conclusão é esta: a consciência critica desmistifica a coisa torna o individuo mais atento mais alerta, mais comprometido. Sim, comprometido com a sua responsabilidade de “ser histórico”, de gente de mudança do mundo. Enquanto o individuo de consciência ingênua aceita o que vê, o individuo de consciência crítica problematiza o que vê. Enquanto o primeiro é um ser “castrado” mentalmente, sem projetos de futuro, o segundo é um ser que incorpora que faz seu o compromisso da luta pela mudança o compromisso com o futuro. Espero que esse texto esteja abrangente para todos que o leia. Paz, liberdade e sucesso para todos meus irmãos…

Por: Fiell

One Response to O QUE É UMA "CONSCIÊNCIA CRITICA".

  1. Anonymous on 9 de abril de 2010 at 16:03

    Quero saber o que favorece o desenvolvimento da consciência crítica?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*